sexta-feira, 14 de junho de 2013

Poema inicial

 
 



Os olhos eram sorriso
na transparência azul do mar

a ternura -
paleta infinita onde se misturavam
as cores de cada sorriso

no caleidoscópio do ohar
recriava-se o arco-íris.
 
HFM - Lisboa, 14 de Junho de 2013

5 comentários:

Luis Eme disse...

um arco íris feito de sorrisos e de ternura...

abraço Helena

Ad astra disse...

quando as palavras pintam

António Baeta disse...

Uma paleta de sorrisos.

heretico disse...

dúcteis olhares. tecendo cores...

belíssimo.

O Puma disse...


Se tivéssemos um barco seria inútil