quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Se a minha mão fosse uma gaivota


Se a minha mão fosse uma gaivota
percorreria do mar o caminho
encostava à rocha
seguindo o cantar do oceano
das ondas o bailado
e do nevoeiro a voz

se a minha mão fosse uma gaivota
enrolava-se no teu pranto.



HFM - Ericeira, 2 de Julho de 2009



12 comentários:

António Baeta disse...

Lindo, Helena!
Não é fácil ter ainda algo de novo a dizer sobre as gaivotas, o mar, ...

Anónimo disse...

muito belo.

e eu gostava que a tua mão fosse o meu vento e levasse a minha melancolia.



enorme abraços.



.piano.

jrd disse...

Teria carícias nas penas feitas dedos.
Abraço

Simone Huck disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Simone Huck disse...

Se a minha mão fosse uma gaivota, alcançaria o amor que escorreu pelos meus dedos ...

Graça Pires disse...

Um belíssimo poema Helena. Se a tua mão fosse uma gaivota, os barcos haviam de balançar-se em júbilo...

Ad astra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ad astra disse...

mão bailado, mão poema!

bettips disse...

água-mãe.
água-forte.
aguarela-mão.

Bjinhos

Mar Arável disse...

Também no seu canto

Belo

heretico disse...

dulcificante voo. de tuas mãos...

sublime.

beijo

carlos f. peres feio disse...

tua mão...é uma gaivota! b, H. !
cpf