quinta-feira, 19 de novembro de 2009



Na correria soltam-se as velas do tempo sem amarras. Nem rio, nem ribeiro - mar. Mar e tempo ao despique numa trovoada de referências - as memórias que o tempo solta em nós e que o mar salga de espuma - e, no profundo fundo onde se acoitam os medos apercebemo-nos, então, que nada é mais importante do que o tempo.


HFM

11 comentários:

Anónimo disse...

"nada é mais importante do que o tempo"...o 'tempo' é relativo e por isso vale o que essa relatividade lhe quiser atribuir, valerá assim de acordo com o pêso, ou leveza, que se quiser que ele dê às coisas. Mas não serão antes as coisas que substanciam o tempo? Se são, o tempo nunca vale nada. As coisas são de facto relevantes. O 'conhecimento' metamorfosea a realidade das coisas. O 'belo', mutável, sobrepõe-se ao 'feio', mutável, e assim por diante, no tempo, insignificante.
(minúsculo "arroio" pensante)

Anónimo disse...

O tempo embrenha-nos nas 'coisas', com as 'coisas', e por essa pequenina grande razão parece-nos que 'nada é mais importante do que o tempo'. Mas o mais importante é o 'nada'

CNS disse...

Os medos no fundo da memória. As nossas marés... Muito belo!

Ad astra disse...

pensamentos intemporais

à espera que no tempo haja tempo

Luis Eme disse...

sim, a relatividade do tempo, relativiza quase tudo que nos cerca...

abraço Helena

Mar Arável disse...

Na verdade o tempo

só por si

pode ajudar a resolver

Licínia Quitério disse...

O tempo dá a forma e o sentido de tudo. Relativamente.

uminuto disse...

não sei qual a importância do tempo, até porque ao longo da vida o encaramos de diferentes formas...mas sei que adorei texto e imagem
um beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

muito belo o que escreveu, e sim, o tempo é muito importante, para viver e para ajudar a esquecer ou atenuar as coisas menos boas que nos roem a alma.

bom fim de semana!

beij

heretico disse...

gosto muito dessa ideia de "memórias salgadas de espuma". a desafiar o tempo...

belíssimo.

beijos

Flávio Alves disse...

"Há tempo para todo tempo no tempo dAquele que manda no tempo."

Flávio Alves

www.ministerioflavioalves.blogspot.com