segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Sem título


na pele inscreveste um código
sem sentido
donde o acento foi banido

nem ao profeta foi possível descobrir a gaivota.



HFM - Agosto 2011




6 comentários:

Paulo Duarte disse...

Olá! Já á muito tempo que não visitava o teu blogue o que me encanta muito os ensaios momentos encantadores.
Continuação de felizes momentos de criação.
Um até sempre.
senapduarte

Ad astra disse...

inscrição, tatuagem

e a gaivota perdida na bruma

jrd disse...

O segredo dos códigos?

Abraço daqui

dade amorim disse...

Nem sempre é possível descobrir o sentido de um código da pele, e esse é um dos temas peregrinos da poesia.
Beijo saudoso, amiga.

mfc disse...

É sempre necessária uma chave...

argumentonio disse...

ao sentido de não haver sentido
acrescem todos os sentidos
intra-dérmicos

decerto um frémito
acentua o dito

reinscrito

;_)))