sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012



Agora és memória
na força do labirinto
retalho ou afluente
impossível de luz
no enigma sem esfinge
revolta na pele que se desfaz

assim transitam os dias.

HFM - Fevº 2012

5 comentários:

jrd disse...

Os dias à flor da pele.

Ad astra disse...

a lenta transição
de dias sem luz

mfc disse...

Os dias passam indelevelmente...

(Pedia-te o favor de desactivares o verificador de palavras, pois comentar assim torna-se um tormento. Obrigado... este link ajuda... http://luisaalexandramarques.blogspot.com/2011/04/verificacao-de-palavras-no-blog-como.html)

Licínia Quitério disse...

sic transit...
Beijo.

heretico disse...

murmúrio dos labirintos. da alma...