domingo, 27 de maio de 2012


HFM - Monte Branco


Quando os quilómetros são ausências e o viajante furtivo - há uma saudade inóspita.

Nos labirintos recriam-se montanhas. E a espera desespera. Inconsequências que os tempos aportam.


6 comentários:

Luis Eme disse...

bom regresso a Casa, Helena.

heretico disse...

também os caminhos de regresso são sinuosos. mesmo os mais urgentes...

beijo

jrd disse...

A montanha é já ali,mas a ausência, essa, pode demorar.
:)

Ad astra disse...

demoram as esperas

impávida a montanha



(uma foto excecional)

mfc disse...

É urgente desfazer essa insatisfação!

Mar Arável disse...

Quando os caminhos convergem