sexta-feira, 1 de março de 2013

Sem título



Ausentam-se na tarde os corpos
quando o céu disputa as Parcas

da tarde escorre um cantochão.

HFM -  Lisboa, Fevereiro 2012

7 comentários:

jrd disse...

Agarremos a vida. O céu pode esperar.

Abraço daqui

carlos peres feio disse...

É bom encontrar-te quando o Destino marca - saudades
Bj Carlos

Ad astra disse...

a beleza das palavras

heretico disse...

litania dos sentidos...

e melancolias.

O Puma disse...


... e à noite
chovem relâmpagos

nas paredes da casa

J.T.Parreira disse...

Como sempre os corpos desconhecem o momento que uma das Parcas determina. Gostei da concentração.

António Baeta disse...

Tristonha, Helena- ;(