domingo, 4 de março de 2012


da net


Rasando o embate das palavras sem sentido. No silêncio de mim. Na parceria das inocências. E na tangível liberdade das escolhas.

HFM - 3 de Março de 2012

4 comentários:

Ad astra disse...

ser sen ti do

jrd disse...

E assim se reage...

Mar Arável disse...

As palavras sem sentido

resistem ao tempo
fazem pensar

heretico disse...

gosto da "tangível liberdade". e do fio (agudo) das escolhas...

beijo