domingo, 20 de dezembro de 2009


Entristeciam na tarde os olhos
como o rio que apenas se sabia
nem as luzes enfeitavam a cidade
nem a noite se prometia

apenas a saudade cavava em nós uma fina, fina ironia.



HFM - Lisboa, 10 de Dezembro de 2009

4 comentários:

Licínia Quitério disse...

Muito bonito. Uma fina, fina tristeza...

jrd disse...

Da Saudade; antes a ironia do que a amargura.
Abraço

Ad astra disse...

como um rio...

maria manuel disse...

lindo. subtil a saudade, em fim de tarde, nos olhos, como um rio...