quarta-feira, 9 de junho de 2010



O tempo fugaz em que o mundo nos pertence -
- ausência de pontos cardeais.

HFM - Ericeira, 30 de Maio de 2010

5 comentários:

maria manuel disse...

é o presente esse momento fugaz, saber habitar-lhe as águas que fluem -

beijo, Helena.

Graça Pires disse...

Não precisamos de orientar a vida para que o tempo nos pertença, mesmo fugazmente. Um beijo, Helena.

Ad astra disse...

enquanto o norte não surge ...

Ad astra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
heretico disse...

momentos de (des)norte. fugazes e vibrantes...

beijos