segunda-feira, 26 de julho de 2010

Sem título


Sempre que me faltas
só o vento me habita.

HFM - Lisboa, 19 de Julho de 2010

4 comentários:

Ad astra disse...

a beleza das coisas pequenas...

Fabiana disse...

é isso mesmo: pequeno e lindo!

jrd disse...

Um sopro de inspiração.

Mar Arável disse...

Repito

Sopro-te
e voo