segunda-feira, 13 de abril de 2009

The Round Tower



De Piranesi queria as escadas sem fim, por acabar, as que não têm saída, as que terminam em imaginários súbtis, as que, num grito, terminam em ti.




Roma, 15 de Fevereiro de 2009

9 comentários:

Teresa Durães disse...

esse imaginário é belo!

Anónimo disse...

um desenhador espantoso!

(obrigada pela visita ao bluemolleskin...)

Graça Pires disse...

Belo poema de um subtil amor...
Um beijo Helena.

maria m. disse...

a intensidade das palavras!

Justine disse...

Os labirintos interiores...

Luis Eme disse...

sim, é um bom desejo para escadas...

abraço Helena

Ad astra disse...

súbtis os gritos
súbtis os passos
que galgam degraus
até ao infinito...

fred disse...

Belo, Helena.
Beijos

bettips disse...

Lembrei "O Nome da Rosa", o veneno que não nas palavras...
que nestas, o doce apelo.
Dum retorno.
Bjinho