sexta-feira, 12 de junho de 2009

Citando # 200

A lei do silêncio é inútil. Quando algo nos persegue na nossa memória ou na nossa imaginação, as leis do silêncio são inúteis, é como fechar uma porta à chave numa casa em chamas na esperança de nos esquecermos que ela está a arder. Mas fugir do incêndio não o apaga. O silêncio em relação a uma coisa só lhe aumenta o tamanho. Cresce e apodrece em silêncio, torna-se maligno.



Tennessee Williams

13 comentários:

sarasvati disse...

O Tennessee Williams, tem seguramente razão em relação ao seu próprio silêncio mas uma citação mesmo que inteligente, não é regra. No silêncio muita coisa cresce. As plantas por exemplo. Até de noite. :)

Muito obrigada. Gosto do Autor.

jrd disse...

Daí o grito. Sempre!
Abraço

mfc disse...

Mas por vezes diz-se tanto ao nada dizer...

Licínia Quitério disse...

Por isso a fala para o quebrar, quando ele cresce demais.

Obrigad. Beijinho.

Ad astra disse...

mas que grande citação!


no entanto há silencios e
silêncios


beijo silencioso!

~pi disse...

sim, aqui e

agora

a pren di,




~

Paulo - Intemporal disse...

ampla.mente assertivo.

pudesse algum do silêncio que reina por este mundo virtual, poder chegar aqui, ler e aprender o que agora aprendi.

. um abraço meu.
. um bom fim de semana.

Mar Arável disse...

A cada silêncio

o seu canto

Ana disse...

Há vozes que nem o silêncio cala.

addiragram disse...

O silêncio comporta também uma imensa violência e, de facto, a casa fica, cada vez mais, em chamas.

Graça Pires disse...

Há silêncio tão gritantes que não há palavras que os calem...
Um beijo Helena.

heretico disse...

existem, por outro lado, silêncios que gritam...

beijo

maria m. disse...

há silêncios assim, sim...