sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Diurnos





Ouvi um sussurro. Seria o vento? Um coelho saindo da sua loura? O canavial bailando? Uma onda partindo-se contra a rocha? Crianças brincando ao fundo? Um gato fugidio brincando? Como num filme de suspense tudo procurei. Em vão.

Sorri. Era tão só a tua voz dentro de mim.

5 comentários:

Ad astra disse...

da ternura...

quando de manhã o sol dança nas tuas palavras...

Luis Eme disse...

sim, lindo e terno...

abraço Helena

jrd disse...

Uma voz que é um mundo.
bfs

Mar Arável disse...

Que se liberte a voz

no teu canto

. Intemporal . Paulo . disse...

. apenas ou tão somente .

. "em vão" .

. do sussurro que fica . suspenso na linha de água . mágoa .

. um abraço .