sexta-feira, 23 de outubro de 2009


HFM


Intemporais são as brumas carregando o olhar e os gestos que afagam a revolta. Na margem dos contrastes afogo toda a insolvência num acrobático esgar de ternura.



HFM - Lisboa, Outubro 2009

7 comentários:

jrd disse...

Porque a Ternura é amiga, nem precisa de rede, porque não cai.
Abraço

heretico disse...

"acrobático esgar de ternura" - insolventes são os gestos vazios...

abraço amigo.

J.T.Parreira disse...

Em tempos de turbulência, gestos que afagam a revolta.
Abraço.

Ad astra disse...

intemporal

a ternura que afoga as brumas

aproximando as margens

Graça Pires disse...

Palavras intemporais. Com gestos de ternura.
Um beijo Helena

Luis Eme disse...

gostei muito do tem "esgar" de ternura... ainda por cima acrobático.

abraço Helena

maria m. disse...

sempre existirão «brumas» sobre nós e «revoltas»; e nós, em nossos «afagos» de «ternura» viveremos com elas.

texto intenso, Helena. gostei.