quarta-feira, 2 de março de 2011

Aprendizagem



o descanso da cisterna
- uma epifania no deserto.

HFM - Lisboa, 24 de Fevereiro de 2011

9 comentários:

Mel de Carvalho disse...

O mergulho na raiz: lugar possível do magma e da água. a radicalidade dos opostos.

Belíssima imagem. Sábias palavras.
Gratidão
Mel

Graça Pires disse...

Uma epifania no deserto, onde nascem os feiticeiros da sede...
Um beijo, Helena.

mfc disse...

Ouço a fonte da vida...

Ad astra disse...

e mais palavras para quê?

Mar Arável disse...

A sede

às mãos cheias

jrd disse...

Na concha da mão...

António Baeta disse...

A cisterna de lábios gretados pela sede.

Luis Eme disse...

sem dúvida...

abraço Helena

heretico disse...

a sede. de todas as fomes...