terça-feira, 9 de março de 2010

Sem título

na harmonia dos teus dedos
desvendo os dias e os sinais


movediço desenho que nunca acabo.

HFM - Lisboa, 12 de Fevereiro de 2010

7 comentários:

Teresa Durães disse...

é bom quando se consegue desvendar os dias com a mão de alguém.

Hoje convido-te para dares um salto ao Voando

António Baeta disse...

O amor é mesmo esse reivintar dos dias.

jrd disse...

Nos dedos, são cúmplices os segredos.

Simone Huck disse...

Que lindo...
enquanto eu em pensamentos, vagueando pelo mundo...

Ad astra disse...

verdadeiro mistério inacabado!

Mar Arável disse...

Nos dedos das tuas

mãos

Bj

maria manuel disse...

há sempre muito a descobrir, um desvendar que nunca termina...