segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Sem título


no gesto do traço
a palavra única


caligrafia de sons!

HFM - Lisboa, 9 de Outubro de 2008



17 comentários:

fred disse...

única
a caligrafia une
traços e sons

somos

Teresa Durães disse...

sons que compõem uma melodia que traça histórias

Justine disse...

...de sons e provavelmente de silêncios, pois não há um sem o outro!

Anónimo disse...

:-)
Obrigado.
wilson t, Escrita Solta

Graça Pires disse...

Único o teu modo de dizer esta linguagem de sons onde podemos recriar a melodia que quisermos...
Um beijo Helena.

hora tardia disse...

eu sei que sou muito pouco....mas mesmo muito pouco mas


HELENA,





curvo-me!

melgadoporto disse...

Junto as letras dos nossos nomes.
Querias ímanes de diferente polaridade.
Não são!
Talvez por isso fiquemos longe
Um do outro!
:-)

jrd disse...

Traços que (nos)tocam e cantam.
Um espanto!
Abraço

Carla disse...

escrever os nos...é magia!
beijos

Ad astra disse...

arabescos alados!



(sabes que sempre te leio,embora caladinha, quiçá "unes des formes les plus bénéfiques de l'introspection...")
Um beijo ;)

Luisa disse...

As palavras, mesmo não ditas, têm som próprio. Até o silêncio o tem.

~pi disse...

pro jéc

til ~

Paragem breve disse...

Uma "paragem breve" para te felicitar pelo novo blog! Como não podia deixar de ser, mantem a mesma força criativa e categoria estética. Um abraço

Paragem breve disse...

Vou tentar ser maia assídua,então :)

Mar Arável disse...

Uma pauta

um risco

na água

Hugo Pires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CNS disse...

Quando as palavras são silencio...